Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Responsável pela minha rosa, sim!


Antoine de Saint-Exupéry, jornalista e piloto francês foi muito feliz ao escrever "O Pequeno Príncipe", o que posso consierar uma fábula. Sempre que tento, não consigo me lembrar de todas as mensagens lindas que já depreendi deste texto, tantas são elas!! Para quem não conhece a história, o Pequeno Príncipe é um garoto que vive em um pequeno planeta, onde tudo é muito pequeno (inclusive a população- só existe ele e uma rosa.)
Ele pára na Terra em meio à sua viagem pelos planetas e acaba encontrando um piloto que acabara de sofrer um acidente de avião e tenta consertá-lo. Esse piloto nunca imaginou que pudesse aprender tanto com aquela criança...
Porém, uma das mensagens que mais me chamam atenção é, sem dúvida, quando o Pequeno Príncipe narra ao piloto seu encontro com uma raposa que lhe ensina que "tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas". E ele compreendeu que era responsável pela sua rosa, que havia deixado em seu planeta, porque ele só tinha a ela e ela, a ele.
Assim, eu também sou responsável pela minha rosa, sim! A minha rosa que chamo de família, a rosa que chamo de amigo, a rosa que chamo de natureza, a rosa que chamo de "próximo", a rosa que chamo de amor...
Muita gente se esqueceu dessa responsabilidade. Já não é feio, nem mal visto pela sociedade dizer que "primeiro eu, depois os outros". Um individualismo de raízes históricas tomaram posse da mente humana. Eu sou responsável por respeitar às pessoas que eu cativo ao longo da minha vida, por acolher àquela pessoa que precisa de um ombro ou um sorriso. Eu quero e vou cuiadr sempre as minhas rosas. Porque elas também são responsáveis por mim. Também me cativaram para sempre...

Um comentário:

Kreps disse...

Fazia um tempo que eu não ouvia falar de Antoine...
Há muito li o livro, mesmo com pouca idade já era dos meus preferidos. A última vez que alguém fez comentários do Pequeno Principe foi na Terça Insana e uma paródia muito bem criada. Infelizmente foram poucas as risadas que foram arrancadas do publico, exatamente por que eles nem sabia que tinha uma rosa para criar.
O pior é que eu encontrei apenas um video, mal filmado, no you tube.
Segue o Link:
http://www.youtube.com/watch?v=Si3CAJZixHk
Toda vez que assisto, ou me lembro dessa apresentação, eu literalmente vou ao chão de rir.
E toda vez lembro de "regar" minha rosa!